Quer parar de usar DROGAS agora ?

images (3)

Pessoas com adicção geralmente sofrem de outros problemas de saúde mental. Alguns com problema não tratado começam usando álcool ou outras drogas como forma de se auto-medicar. Por outro lado, há casos onde uma pessoa começa a ter sintomas e sinais de doença mental depois de começar a usar drogas. Isto indica que o abuso de drogas pode ser causado por transtornos mentais ou pode agravar problemas mentais. Doenças que geralmente ocorrem com adicção incluem:

  • Transtorno de Déficit de Atenção e Hiperatividade
  • Transtorno bipolar
  • Transtorno de conduta
  • Depressão
  • Transtorno de stress pós-traumático
  • Esquizofrenia

Pessoas são menos propensas a recuperar de adição se o outro problema existente permanecer sem tratamento.

Freqüentemente profissionais de saúde tratam uma doença sem saber da existência de outra. Quando cuidam de alguém com depressão, por exemplo, podem ignorar e não fazer testes nem dar tratamento ao paciente com alcoolismo. Ou um profissional trabalhando com um paciente viciado em cocaína que não investiga e cuida de um transtorno bipolar existente.

A investigação cuidadosa e tratamento de problemas existentes ao mesmo tempo é fundamental para aumentar as chances de sucesso no tratamento. Se ambos os problemas não forem tratados, as chances de recuperação são baixas. Se um dos transtornos ficar sem tratamento, geralmente ambos pioram e geram complicações adicionais.

É comum para um adicto ser viciado em álcool, cigarro e drogas ilícitas ao mesmo tempo. Adicção a múltiplas substâncias aumenta o nível de sofrimento da pessoa e eleva os custos à sociedade. Não importa qual é a substância, elas todas têm pelo menos uma coisa em comum: elas alteram o mecanismo de recompensa no cérebro, a rota do prazer.

Qual é o melhor método para tratar alguém que é adicto a mais de uma droga?

  • Medicamentos. Em alguns casos, remédios desenvolvidos para um vício são eficazes contra outros. Por exemplo a naltrexona, que além de ajudar ex-usuários de heroína se abster através do bloqueio da viagem associada com a heroína, pode também ser eficaz no tratamento do alcoolismo.
  • Terapia comportamental ou outra psicoterapia. Terapia comportamental não precisa ser específica para uma droga e pode ser adaptada para cuidar de múltiplas diferentes drogas. É usada no tratamento da doença adicção em geral.
  • Combinação de medicamentos e terapia comportamental. Pesquisas mostram que esta combinação, quando disponível, é o que funciona mais.
  • Combinação vários de métodos. Tratamento para adição múltipla deve ser efetuado ao mesmo tempo. Isto é importante porque sempre existem estímulos como trauma, depressão, ou exposição a uma droga ou outra, que pode colocar o adicto, que está tentando se recuperar, em risco de recaída. Além do mais, o tratamento deve considerar todos aspectos da pessoa, como a idade, sexo, experiências de vida, para tratar o vício à droga direito. Apesar do tipo de tratamento talvez ser diferente, deve sempre englobar a pessoa como um todo através da combinação de vários métodos.
  •  A Clínica Huxley desenvolveu ao longo de anos de pesquisa e experiencia um tratamento funcional para cada caso, Agende uma visita ou atendimento para maiores esclarecimentos no link abaixo:
  • Clínica Huxley – CLIQUE AQUI
Anúncios
Publicado em Uncategorized | Marcado com , , , , , , | Deixe um comentário

Pare de usar DROGAS agora!

10613000_836777366378950_6531602772498922510_n

Entenda melhor alguns conceitos de uma clínica de recuperação.

Como e porque escolher uma clínica de referencia, séria e com resultados.

Assista os videos abaixo com Sr. Alexandre C. Castanheira, um renomado Terapeuta com mais de 20 anos salvando vidas e Dr. Fábio R Pinheiro, psiquiatra especializado em Dependência química

Maiores informações entre em contato:

www.problemascomdrogas.combr

E Mail: atendimento@problemascomdrogas.com.br

Publicado em Uncategorized | Deixe um comentário

PROBLEMAS COM DROGAS ? PODEMOS AJUDAR !

Imagem

TRATAMENTO MASCULINO – CLIQUE AQUI

TRATAMENTO FEMININO – CLIQUE AQUI

 

Publicado em Uncategorized | Marcado com , , , , , , , , | Deixe um comentário

“DROGAS” , É POSSÍVEL TRATAR COM QUALIDADE E RESULTADOS.!

Imagem

Conheça a Clínica Huxley

Clínica Huxley nasceu da parceria entre o Sr. Alexandre Cardoso Castanheira, veterano de Grupos de 12 passos e Idealista no tratamento e amparo aos dependentes químicos e o Dr. Fábio Pinheiro, médico psiquiatra, ex-professor da Faculdade de Ciências Médicas da Santa Casa de São Paulo, dedicado a assistência médica aos pacientes, estudo e aperfeiçoamento técnico próprio e da equipe.

 

Contamos com pequenas unidades em clima de campestre, junto a natureza, e também unidades urbanas para os quais nossos recuperandos passam na medida em que progridem em seu tratamento.

 

Somos hoje uma das maiores e mais completas de nosso meio.

Imagem

Publicado em Uncategorized | Deixe um comentário

DROGAS- É possível tratar com qualidade e resultados.!

Imagem

O tratamento para dependentes químicos de álcool e/ou drogas da Clínica Huxley é baseado em métodos consagrados da comunidade científica internacional e também de comunidades terapêuticas de todo o mundo.

Preocupada com o crescimento alarmante do número de dependentes químicos, a Clínica Huxley desenvolveu um projeto terapêutico adaptado as necessidades especificas de cada faixa etária e sexo, afetada pela adicção, ou seja, o paciente é avaliado pela equipe multidisciplinar e será elaborado um programa de tratamento especifico para ele. Com linguagem e conteúdo direcionado, objetivando o resgate social e comportamental destes indivíduos.

Durante o período de tratamento, com duração de 6 meses, os pacientes são acompanhados por equipe multidisciplinar.

Equipe

A equipe que responsável pelo tratamento é composta por

* Médico Psiquiatra residente na Clínica Huxley

*Psicólogos

*Terapeutas

*Enfermeiros padrão e Auxiliares de enfermagem

*Pedagoga

*Educador Físico

*Coordenadores e monitores de unidade

Atividades realizadas durante o tratamento

*Reunião diária de Alcoólicos e/ou Narcóticos Anônimos.

*Reunião diária de espiritualidade, (falamos de um deus amoroso, sem religião especifica).

*Atividades lúdico-pedagógicas, adolescentes tem a possibilidade de continuar estudos na internação.

*Atividades esportivo-recreativas.

*Terapia ocupacional (laborterapia).

*Vídeo-terapia.

Metodologia e Diagnóstico

Na fase inicial do tratamento o paciente passará por desintoxicação medicamentosa, a equipe multidisciplinar fará avaliação completa do paciente para definir um plano de tratamento, que é individual para cada paciente.

A Clínica Huxley é uma das únicas que efetua avaliações modernas utilizando recursos de neuro-imagem, mapeamento cerebral e avaliação neuropsicológica sem as quais o tratamento da dependência química fica impossibilitado.

Na ausência destas avaliações, uma família pode se submeter ao stress de internações continuas de seu familiar com pouco ou nenhum resultado, pois não é reconhecido o quadro neuropsiquiátrico de base.

As drogas vendidas nas ruas , além de seus efeitos previsiveis no organismo , produzem também efeitos imprevisíveis. Isto acontece devido ao grande número de substâncias que são adicionadas para “ batizar “ , isto é , aumentar o volume da droga , simular seus efeitos com medicações e outras substâncias tóxicas adicionadas às já perigosas drogas existentes .

Admissão :

A admissão do paciente , portanto , tem que ser feita em uma unidade “Detox “ , com vigilância constante , aferição de sinais vitais , eletrocardiograma , eletroencefalograma , exames de laboratório e outros que se fizerem necessários.

O que não se informa normalmente é que , a abstinência ,isto é , quando se para a ingestão de drogas e/ou álcool é um momento extremamente crítico e o mais perigoso do processo terapeutico .

Cuidado ! O número de complicações e riscos de internar uma pessoa sem os cuidados acima é altíssimo e , muitas vezes pode ser fatal .

Por exemplo, um usuário de Crack que esta usando continuamente a droga sem dormir e sem alimentar-se pode estar com seus componentes sanguineos e nutrientes alterados. Sem os cuidados adequados, esta pode ser uma situção de alto risco. Sem uma sedação leve o risco de agressões e suicídio é muito elevado, pois o paciente muitas vezes esta irritado, muito depressivo e com forte anseio pela droga .

Exemplo 2 : No caso do uso predominante de álcool, quando na abstiência , o risco de crises convulsivas e distúrbios hemodinâmicos pode chegar facilmente ao óbito, se não tratados adequadamente .

Exames :

Conheça diversos exames realizados durante a internação, cada paciente fará ou não os exames baseado na análise do médico residente.

Eletrocardiograma :

O uso de álcoool e drogas pode causar varias doenças cardíacas que devem ser diagnosticadas e tratadas, muitas delas com urgência . Além da ausculta cardíaca, o eletrocardiograma é um valioso instrumento de avalição. De baixo custo , pode salvar vidas e evitar complicações futuras .

O uso de drogas está fortemente ligado a hipertensão arterial , arritmias e infartos. Muitas vezes estes sintomas estão ”silenciosos “ pela ação anestésica da própria droga.

Nossa orientação:

Não interne usuários de longa data ou com mais de 30 anos ou com histórico de problemas cardíacos pessoais ou na família em locais nos quais uma avaliação adequada não seja feita.

Mapeamento cerebral:

O EEG é utilizado para diagnosticar a presença de qualquer tipo de distúrbio convulsivo, confusão, traumatismos cranianos, tumores cerebrais, infecções, doenças degenerativas e distúrbios metabólicos que afetem o cérebro. É também utilizado para avaliar distúrbios do sono e para investigar períodos de inconsciência. O procedimento não é capaz de “ler a mente”,  medir o grau de inteligênci   a nem de diagnosticar uma doença mental. 

Pode sugerir lesões por drogas e até mesmo antecipar problemas graves cerebrais presentes em grande numero de usuários .

Avaliação neurosicológica :

Nossos psicólogos estão habilitados a avaliar , por meio de testes psicológicos, as funções básicas do funcionamento cerebral dos nossos pacientes.

O cérebro tem múltiplas funções. Existem hoje testes precisos, que avaliam cada uma delas .

A valiação neuropsicológica é de suma importância para efetuar um projeto terapêutico, isto é, como vamos agir após a alta do paciente .

Por exemplo , drogas sintéticas prejudicam muito a memória do paciente mas não outras funções do cérebro. Portanto, não vale a pena investir em um curso de aprendizagem de língua estrangeira enquanto o problema não for sanado, por exemplo. Por outro lado , há provas de que o exercício físico intenso pode melhorar o funcionamento global do cérebro , inclusive da memória .

Exemplo 2 : O “Transtorno de Hiperatividade com Deficit de Atenção“ é um problema psiquiárico que não compromete a inteligência, mas, compromete a capacidade de iniciar e finalizar uma tarefa.

Por serem pessoas com muita energia, mas com muitas frustrações devido ao THDA, acabam usando drogas, muitas vezes sem saber que são portadores desta disfunção.

Este transtorno é diagnosticado pela valiação neuropsicológica.

A avaliaçãoneuropsicológica é capaz de fornecer de forma precisa o nível de alterações cerebrais apresentadas, principalmente pelo uso crônico de maconha.

Diagnóstico Psiquiatrico :

Um grande número de pacientes, principalmente os que tem histórico de re-internação (múltiplas internações ). Ocorre que são internadas mais de uma vez, principalmente após uma terceira vez, são portadores de comorbidades .

Mas o que são comorbidades ?

Comorbidades são transtornos psiquiátricos que existiam antes do uso de drogas ou que sugiram pelo uso das mesmas.

São exemplos de comorbidades :

O já referido Transtorno de Hiperatividade com “Deficit” de Atenção, Transtornos Afetivos Bipolares, Depressões, Síndrome do Pânico, Bulimia, Psicoses, Transtornos de Personalidade ( Contamos com método Canadense que avalia a gravidade deste transtorno ), Alterações de Personalidade devido a Lesões Cebrais e outros mais raros.

As comorbidades devem ser diagnosticadas segundo critérios CID X ( Código Internacional de Doenças, Décima Revisão ), com código próprio.

Nossa sugestão: não internar ou tratar familiares sem saber se existem estes problemas e se eles estão sendo diagnosticados e tratados. Sem tratamento para estes transtornos, a recuperação pode ficar impossível.

O diagnóstico da comorbidade tem importantíssima importância no caso de cobrança de dividas, transações comerciais efetuadas por doentes e previdenciA ( INSS ).

Avaliação Nutricional e Educação Física :

A alimentaçãodo paciente ineternado é elaborada com supervisão de nutricionista habilitada, podendo os familiares acompanharem o ganho / perda de peso do paciente.

Estamos aptos a efetuar dietas especiais para aumento ou redução de peso, para diabéticos, para portadores de problemas renais ou digestivos.

A atividade física é importante aliado na recuperação dos nossos clientes. Muitos deles relatam que a atividade fisica foi fator fundamental em sua recuperação.

Estimulação Magnética Transcrâniana :

Contamos com moderno aparelho sovético de neuromodulação. Este é um novissimo tratamento, aprovado para uso no Brasil para tratamento de psicoses e depressões .

No caso de dependentes de substâncias este é um tratamento muito vantajoso por tratar transtornos psiquiátricos sem o uso de qualquer medicação.

O tratamento é indolor, bastante seguro e muito promissor para evitar, segundo estudos recentes, o anseio por cocaína, se bem que, para este fim específico, mesmo com resultados brilhantes em pesquisas, por razões burocráticas,  ainda não está ainda aprovado em nosso meio.

Natureza de Nosso Trabalho :

Contamos com equipe de saúde completa, aliada a coordenadores e monitores, veteranos de grupos de Narcoticos e Alcoolicos anônimos.

Nosso espírito de trabalho é aliar a experiência de veteranos de N.A. com modernos recursos médicos e psicológicos, eliminando possíveis rivalidades, mas sim somando forças para tratar o complexo fenômeno da dependência de substâncias.

Conheça a Clínica Huxley

Clínica Huxley nasceu da parceria entre o Sr. Alexandre Cardoso Castanheira, veterano de Grupos de 12 passos e Idealista no tratamento e amparo aos dependentes químicos e o Dr. Fábio Pinheiro, médico psiquiatra, ex-professor da Faculdade de Ciências Médicas da Santa Casa de São Paulo, dedicado a assistência médica aos pacientes, estudo e aperfeiçoamento técnico próprio e da equipe.

Contamos com pequenas unidades em clima de campestre, junto a natureza, e também unidades urbanas para os quais nossos recuperandos passam na medida em que progridem em seu tratamento.

Somos hoje uma das maiores e mais completas de nosso meio.

CONTATO: (19) 3877.2579 (19) 3877.2467 PLANTÃO 24 hs

PROBLEMASCOMDROGAS.COM.BR

 

Publicado em Uncategorized | Deixe um comentário

A dependência química tem cura?

 dependência química é uma doença incurável, progressiva e fatal. Ela não tem cura, mas possui tratamento. E, caso a pessoa não procure tratamento, o uso de substâncias químicas se transforma em abuso, depois em hábito, até a instalação da dependência, tornando sua própria vida e a de todos à sua volta em tragédia.

O tratamento envolve a abstinência total de álcool e drogas, além de uma transformação completa da personalidade do dependente e da relação que ele mantém com as pessoas de seu convívio. Mesmo sabendo disso, diversos pacientes aparecem nos consultórios procurando algum medicamento que cure definitivamente sua dependência por drogas.

Nesses casos, vale ressaltar que o tratamento da dependência química envolve uma completa mudança dos comportamentos, do caráter, de como a pessoa lida com seus problemas, sentimentos e de como ela se coloca diante da vida e das questões existenciais.

Efeitos no cérebro

Para algumas pessoas, uma vez ingerida uma substância psicoativa (drogas), seus efeitos ficam gravados para sempre no cérebro como uma “ótima” alternativa para obter prazer imediato e fugir de situações desagradáveis.

Durante vários anos, essa pessoa acredita estar resolvendo todos os problemas com uma solução mágica e “sem contra-indicações”. E assim ela começa a criar um mecanismo muito poderoso e muitas vezes fatal: o auto-engano.

Quando a mentira que surge do auto-engano se instala na personalidade do dependente, desenvolve-se uma série de mecanismos de defesa para reforçá-lo de que o que ele está fazendo é certo e que todo mundo está errado. Negação, minimização, racionalização e isolamento, são os principais mecanismos de defesa. Existem outros, mas esses já dizem bastante a respeito da degradação moral que acontece na evolução da doença.

Num primeiro momento, da negação, a pessoa tenta se convencer de que não está exagerando. Assim, quando alguém diz para maneirar ou parar com o uso de drogas, o dependente mente e insiste em afirmar que não usa ou não usou, mesmo demonstrando estar visivelmente bêbado ou drogado.

Caso seja muito evidente e falem, por exemplo, para ele que o cheiro está forte, dando para sentir de longe, ele vai dizer que tomou só uma cervejinha ou deu uns “traguinhos” num cigarro de maconha, ou deu só uma cheiradinha na cocaína de “um amigo” e por aí vai. Ele está minimizando o abuso constante de uma substância.

E quando encurralado, o dependente tenta racionalizar, justificando que o que ele está fazendo é certo, afinal, “todo mundo faz, mesmo!”. Em seguida, ele entra numa megalomania, tentando convencer as pessoas que o cercam de que a sociedade é hipócrita, que o sistema está errado, que as liberdades individuais devem ser respeitadas, e todo tipo de discurso pronto já bem conhecido.

Conseqüências na família e entre amigos

Mas em alguns casos, as pessoas próximas, não toleram esse comportamento, então o dependente tem que começar a mentir, agir com desonestidade, seduzir e manipular, mesmo que as pessoas envolvidas sejam muito queridas, como pais, cônjuges, familiares, amigos ou colegas de trabalho e assim por diante.

Isso cria uma reação em cadeia, pois as pessoas queridas começam a se afastar dele, a rejeição sentida vai gerar uma profunda revolta, angústia, depressão, frustração e isso vai fazê-lo consumir mais drogas e se isolar cada vez mais.

No fundo, são pessoas muito imaturas emocionalmente, possuem baixa auto-estima e pouca ou nenhuma tolerância à frustração. Isso significa que elas têm dificuldades para lidar com seus desejos não satisfeitos e, como uma criança, eles querem seu prazer agora, caso contrário, alguém vai ter problemas (nem que sejam eles próprios).

Mesmo com tudo isso, é possível uma recuperação? Sim. Mas somente se o dependente conseguir ser honesto consigo mesmo e com os outros. É trabalhoso, demorado e às vezes é por toda vida. Pode ser uma longa jornada, mas é um caminho possível de ser trilhado.

 

Encarando o problema de frente

O tratamento da Dependência Química é trabalhoso e demorado, mas oferece grandes perspectivas para aquele que o leva a sério e segue suas orientações. Abaixo reproduzo um trecho extraído do “Livro Azul” dos Alcoólicos Anônimos:

Raramente vimos alguém fracassar tendo seguido cuidadosamente o nosso caminho. Os que não se recuperam são as que não conseguem ou não querem entregar-se inteiramente a este programa simples, em geral homens e mulheres que, por natureza, são incapazes de ser honestos consigo mesmos. Existem pessoas assim. Eles não têm culpa. Parece que nasceram assim. São naturalmente incapazes de entender e desenvolver um modo de vida que exija uma rigorosa honestidade. Para tais pessoas, as probabilidades de êxito são menores do que o comum. Há ainda aquelas que sofrem de graves perturbações emocionais e mentais, mas muitas delas conseguem realmente recuperar-se, quando têm a capacidade de ser honestas.

Publicado em Uncategorized | Deixe um comentário

Esclarecimento sobre Drogas

Esclarecimento sobre Drogas

Droga é qualquer ingrediente ou substância química, natural ou sintética que provoca alterações físicas e psíquicas numa pessoa. As drogas naturais são obtidas em plantas e em minerais, as drogas químicas são obtidas em farmácias (lembrando que todo medicamento é droga e faz mal se usado incorretamente) e drogas sintéticas que são fabricadas em laboratórios.

 
As drogas circulam pelo corpo e entram na corrente sanguínea causando dependência, problemas circulatórios, cerebrais e respiratórios, compulsão e vários outros fatores que, iguais a estes citados, podem levar à morte.
 
Hoje, os principais usuários de drogas são adolescentes de 16 a 18 anos que começam a usá-las por curiosidade, influências, pelo prazer que elas proporcionam, pelo fácil acesso e pelo desejo de que elas resolvam seus problemas.
 
Os usuários podem ser classificados em:
 
Usuário experimental, que usa drogas pouquíssimas vezes e não se fixa em nenhuma.
Usuário ocasional, que usa drogas em determinadas situações.
Usuário habitual, que começa a ter o hábito rotineiro de usar drogas.
Usuário dependente, que não consegue ficar muito tempo sem usar drogas.
Usuário de abuso, que usa drogas de forma compulsiva, enquanto tem ele está usando.
Usuário crônico, que é aquele em que a droga passa a ser parte da sua vida ,sendo o fator mais importante.
O uso de drogas é considerado crime previsto no Código Penal Brasileiro cujas penalidades variam de seis meses a dois anos de prisão.
Publicado em Uncategorized | Deixe um comentário